Logo
LogoInícioPor profissionaisQuem é Wefight ?
Brasil
Português
Ver todos os artigos

Os benefícios dos esportes aquáticos

ATIVIDADE FÍSICA

Por: Vik

Há 8 meses

Me chamo Éléonore, e como você, tenho uma doença crônica que convivo diariamente. Todo mês, vou compartilhar com você um conselho de como manter uma atividade física ou alguma dica sobre bem-estar, sempre compatível com a vida de quem tem uma doença crônica. Hoje, vou falar sobre os benefícios da água.

Por que eu recomendo se movimentar na água?

Após o aparecimento das sequelas da minha doença, precisei encontrar uma atividade física mais leve, mas que pudesse me soltar ao mesmo tempo. Esta atividade também precisava trabalhar a circulação do meu sistema linfático e também minha condição física.

Agora, nado com equipamentos duas vezes por semana e caminho dentro da água durante o verão.

Quais são os benefícios?

As sessões de hidroginástica, ciclismo aquático, natação com equipamento, hidrocaminhada, ou até mesmo corrida aquática permitem fortalecer o sistema muscular, além de estimular o ritmo cardiovascular, melhorar o tônus respiratório e as circulações sanguínea e linfática.

O fato de estar na água oferece resistência aos movimentos que são feitos e elimina choques de impacto, portanto são consideradas atividades 'não traumáticas'.

Essas são algumas das atividades que eu recomendo:

1. Hidroginástica

É uma forma de ginástica com música que se pratica na piscina. Essa atividade pode ser praticada sem limites de idade, seja você nadador ou não. Com exercícios lúdicos e um pouco de materiais e equipamentos, é possível trabalhar diferentes grupos musculares: pernas, braços, ombros, etc.

2. Ciclismo aquático

O objetivo principal é pedalar em uma bicicleta que está fixada na piscina, então ela não se move, além de também evitar qualquer choque nas articulações!

O ciclismo aquático, ou hidrobike, é uma condensação de quatro modalidades esportivas em uma: ciclismo, hidroginástica, alongamento e corrida. A atividade acontece em uma piscina de pouca profundidade durante cerca de 40 minutos.

3. Hidrocaminhadas

O objetivo é caminhar pelo mar com água pela cintura. Com o mar agitado, o movimento encontra resistência das ondas e correntes. O aconselhável é praticar com traje de mergulho ou windsurf, com sapatilhas de vela ou mergulho. Este equipamento deve ser adaptado à temperatura da água e muitas vezes é fornecido pelo instrutor.

4. Natação com equipamento

Aconselho também nadar com pés de pato e uma 'tábua' ou prancha. Combinar pernadas lentas com rápidas melhorará o tônus muscular das pernas e dos músculos abdominais. Escolha pés de pato flexíveis que não sejam muito compridos, permitindo que você nade tanto na piscina quanto no mar.

5. E em casa?

Se você não pode contar com a opção de ir para uma piscina ou mar, faça duchas e banhos passando por diferentes partes do seu corpo, iniciando pelas pernas e subindo, passando por partes do corpo em diferentes temperaturas da água: ora fria, ora morna. Isso vai ajudar a sua circulação e tornará os tecidos mais macios.

Onde posso encontrar mais informações e ajuda de um profissional?

Um profissional adequado deve sempre orientar você e ajudar a modular os níveis de intensidade dos exercícios, com base na sua condição física e limitações.

Procure saber se há piscinas públicas no seu município e procure por atividades, workshops e cursos de hidroginástica, hidrobike e até mesmo corrida aquática.

Alguns fisioterapeutas possuem área de balneoterapia e também oferecem cursos.

 

Para hidrocaminhadas

Se você mora perto do mar, procure nos clubes náuticos da região. Informe-se nas páginas da prefeitura e secretaria de saúde sobre atividades físicas na água que podem se encaixar no que você procura.

Atenção!

Antes de começar uma atividade aquática, lembre-se de consultar com um profissional de saúde. Somente eles podem aferir o estado da sua saúde e verificar se o seu tratamento é compatível com a prática de esportes aquáticos.

Cuide-se!"

Éléonore.

Todos os artigos

ATIVIDADE FÍSICA

Como o ioga me ajudou a viver melhor com minha doença

Meu nome é Éléonore e tenho uma doença crônica em decorrência de uma grave doença que me deixou com complicações em uma perna. Este mês eu queria falar com você sobre os benefícios que o yoga trouxe para mim, e como talvez essa prática possa ser útil para você também.

ACONSELHAMENTO

Como controlar a fadiga através da atividade física?

A fadiga é o sintoma mais comum experimentado pelos pacientes. Felizmente, existem soluções para melhor conviver com ela, nomeadamente a prática regular de uma atividade física adequada.

ACONSELHAMENTO

5 coisas que você não sabia sobre o Vik!

Vik répond à tes questions sur ta pathologie 24h/7j grâce à l'intelligence artificielle

Você sabia que o Vik é uma inteligência artificial que funciona por meio de profissionais de saúde e pacientes?

ACONSELHAMENTO

“Você olhou para mim, eu não pareço nada com essa doença”

As patologias crônicas em alguns casos têm repercussões físicas mais ou menos visíveis. Elas também podem impactar a autoimagem e a forma como o paciente se vê.

ACONSELHAMENTO

4 dicas para controlar seu peso com uma doença crônica

Certas doenças têm uma grande influência no ganho ou perda de peso. Então, para gerenciar melhor seu peso com sua doença crônica, aqui estão minhas 4 dicas!

PERFIL

“Falar sobre minha asma mudou minha vida”

"Enquanto conversava, percebi que minha asma não estava bem tratada e entendi que minha situação não era normal. Então fui ao meu pneumologista."